Por que será que o valor do seguro do carro do vizinho é tão diferente se você tem o mesmo modelo na sua garagem? Quais são os critérios avaliados pelas seguradoras para determinar esse preço? Primeiro, é importante entender que os valores dos seguros são estipulados de acordo com os possíveis riscos aos quais o veículo pode estar submetido e seus respectivos custos. Ou seja, a tendência é de que quanto maiores as chances de sinistros, mais caro o seguro tende a ficar.

Dessa forma, antes de oferecer o serviço aos clientes,as seguradoras analisam mais de 50 itens que são contabilizados nos cálculos de avaliação de risco. Veja abaixo 3 dos principais fatores que influenciam neste valor:

 

Tipo de veículo

O valor do seguro pode variar substancialmente dependendo do índice de roubo de determinado carro, bem como dos custos das peças de reposição . Essa variação acontece porque a seguradora define o preço com base no custo de reposição do veículo ou das peças; No caso de modelos mais visados para roubos/furtos, com frequência o valor é mais elevado, já que as chances das seguradoras arcarem com a indenização são maiores.

Além disso, carros que possuem peças mais caras também costumam apresentar valores maiores no seguro, devido ao custo do reparo e manutenção no caso de colisões.

 

Perfil do segurado

Algumas tendências são mapeadas de acordo com dados do segurado e contempladas na hora de fazer os cálculos. Fatores como idade, estado civil, gênero e uso do veículo são analisados e implicam diretamente no valor final do seguro.

Isso não é uma verdade absoluta mas, de acordo com as estatísticas, jovens tendem a acelerar e a sair mais a noite do que pessoas mais velhas, o que aumentam as chances de acidentes e acarretam em valores maiores de seguro.  Assim como homens tendem a acelerar mais, ocasionando maiores danos em uma colisão do que as mulheres.

O uso do veículo também pode influenciar e muito na avaliação. Se o segurado utiliza o veículo para o trabalho, o tempo exposto ao risco é maior do que outro que deixa seu carro estacionado em um local fechado, por exemplo.

 

Localização

Outro fator relevante é o local de moradia do segurado e em quais regiões o veículo costuma circular. Esse critério também varia por conta do índice de roubos por região (veja texto sobre roubos na cidade de São Paulo) pois, dependendo da localização, as chances de sinistro podem ser maiores. Nesse caso, a tendência é de que a seguradora tenha que arcar com esses custos frequentemente, o que também tende a elevar o preço do seguro.